Janvier 14, 2021
Par Monde Nouveau
344 visites


Antes de examinarmos os princípios do anarcossindicalismo, é necessårio resumir brevemente o desenvolvimento do anarquismo internacional desde a guerra1 e considerar sua situação atual.

A guerra imperialista, a ascensão e o declínio da grande Revolução Russa, as revoltas nos países da Europa central e a intensificação da luta de classes em outros países obrigaram os anarquistas a investigarem mais intensamente o verdadeiro caråter da revolução social e dos meios pråticos necessårios para sua realização.

Nas pĂĄginas de publicaçÔes anarquistas e sindicalistas revolucionĂĄrias em todos os paĂ­ses, os problemas da construção, da tĂĄtica e da organização foram discutidos com frequĂȘncia crescente. Infelizmente, estes problemas somente foram apontados ; eles nĂŁo foram resolvidos, e somente relativamente poucas das questĂ”es fundamentais foram realmente respondidas.

A primeira tentativa prática de se lidar com a questão das formas organizacionais na revolução social deve ser encontrada na formação da Associação Internacional dos Trabalhadores de 1921 – a internacional de sindicatos revolucionários. A partir daquele momento, o anarcossindicalismo se tornou um fator internacional organizado.

A Associação Internacional dos Trabalhadores adotou a filosofia do comunismo anarquista, e, em adição a se dedicar a esforços diĂĄrios nos interesses do proletariado mundial, ela lutou, desde o primeiro dia de sua existĂȘncia, para achar soluçÔes a todas aquelas questĂ”es que, tanto agora quanto no futuro, as massas exploradas encaram em sua luta por libertação total.




Source: Monde-nouveau.net